Música gospel

Rate this post

Você já ouviu uma música que o levou ao ponto de querer contar a todos os seus amigos sobre isso? Bem, esse é o tipo de sentimento que você pode sentir ao ouvir música gospel. Por sua própria definição, o termo evangelho significa “boas novas”. A música gospel é um dos veículos pelos quais os ideais do cristianismo se espalharam para o público em todo o mundo.

História

A música gospel está profundamente enraizada nas ricas tradições da igreja afro-americana. Durante o final do século XIX, as igrejas afro-americanas do sul dos Estados Unidos começaram a fundir vários estilos de música em seus cultos de adoração, incluindo espiritualidades afro-americanas, hinos e canções sagradas. Essa música era cantada principalmente na igreja e acompanhada de bater palmas e bater os pés.

No coração da tradição da música gospel estava o uso de um coro. O coral da igreja consistia de um grupo de cantores voluntários da congregação da igreja. Os membros do coro podiam facilmente ser distinguidos do resto da congregação porque normalmente vestiam uniformes, que eram vestes de coro. Isso pode ser algo que você lembra de vários filmes como The Blues Brothers, Sister Act 2 ou Norbit. Os tipos de música cantados pelo coro gospel seguiam o formato call-and-response, semelhante ao usado em hinos tradicionais e canções sacras.

A estrutura tradicional da música gospel mudou no final da década de 1930, quando Thomas A. Dorsey , que ficou conhecido como o “Pai da Música Gospel”, começou a trabalhar para a Igreja Batista Pilgrim em Chicago, Illinois. Dorsey era um ex-pianista e compositor de jazz que trabalhou com músicos famosos como Ma Rainey e Hudson Tamp Red Whitaker. Dorsey criou um novo estilo de música gospel chamado gospel blues, que infundiu seu estudo do blues e do jazz com a música gospel tradicional. Foi inicialmente rejeitado; no entanto, no final da década de 1930, o blues gospel conquistou a aceitação como a nova forma do evangelho tradicional.

A música gospel continuou a evoluir ao longo dos anos 30. Existem quatro estilos distintos de música gospel , incluindo, mas não limitado a, estilo de quarteto, evangelho tradicional, evangelho contemporâneo e louvor e adoração.

estilo quarteto gospel é aquele em que um pequeno número de vocalistas masculinos cantam músicas em conjunto com harmonias apertadas. A principal diferença entre os estilos evangélico tradicional e contemporâneo é que, enquanto o evangelho tradicionalgeralmente apresenta um som mais básico adequado para cantar por um coral, o evangelho contemporâneo enfatiza mais os artistas solo. A maioria dos artistas contemporâneos raramente canta com um coral. O louvor e a adoração são uma combinação dos estilos evangélico contemporâneo e tradicional, em que um líder de louvor tem um pequeno grupo de cantores para ajudar a levar a congregação a cantar música gospel.

Com a chegada da “ grande mídia” ou seja Youtube , VIMEO e outros meios de transmissão de mídia, ou louvores assim como as pregações evangélicas tiveram uma dimensão grande construindo uma nova história. Assim como no tempo dos negros Afro-Americanos a música gospel tem levado muitos a um novo caminho e assim começando um novo ciclo de influencias no mundo.